Audiência Pública apresenta demandas do II Ano do Dia do Pobre

30/11/2018 Arquidiocese de Montes Claros - MG

Audiência Pública apresenta demandas do II Ano do Dia do Pobre

A Câmara Municipal de Montes Claros realizou, nesta quinta-feira (29), Audiência Pública para discutir o II Ano Dia do Pobre, com o tema “Este pobre grita e o Senhor escuta”, com presença de representantes de vários seguimentos da sociedade que convivem de perto com a situação da pobreza na cidade para uma reflexão. Proposta pelo vereador Aldair Fagundes, o destaque foi sobre a importância do gesto do Papa Francisco em reconhecer o problema do aumento da pobreza, que é mundial e que muitas vezes fica invisível aos nossos olhos.

“Somos interpelados a identificar quem são os verdadeiros pobres para os quais somos chamados a dirigir o olhar, escutar o seu clamor e de reconhecer a suas dificuldades. Carcerários, pessoas em situação de rua, sem-terra, sem-teto, sem direito, marginalizados, quais são os gritos dos pobres da nossa realidade? Quais são as respostas completas a esses gritos? Sem dúvida o Papa nos convoca a responder o grito dos necessitados e nos convida a tomar consciência de que os pobres estão em nosso meio e que ser indiferente a eles não nos leva a nada”, completa o vereador, que ainda pediu à Câmara um compromisso maior na resolução dos problemas apresentados.

O Arcebispo Metropolitano da Arquidiocese de Montes Claros, Dom João Justino de Medeiros Silva, parabenizou a iniciativa da Câmara Municipal de propor a discussão e falou sobre o surgimento do Dia do Pobre pelo Papa Francisco.  “O Papa fez um discurso logo no início da posse descreveu sobre a escolha do nome dele, que é referente à Francisco de Assis, que para ele é o homem da paz, homem da pobreza, homem que ama e preserva a criação. Em 2017, para fidelizar o compromisso com os pobres, ele instituiu o Ano da Misericórdia e o Dia Mundial do Pobre”, contou o religioso.

A Deputada Estadual eleita para início do mandato em 2019, Leninha Alves, ressaltou que é importante a luta pelo direito dos mais pobres. Ela assumiu o compromisso com a busca de recursos para a região.  “Esse assunto não pode nos acomodar, onde estão os pobres? Eles não frequentam os mesmos lugares que nós estamos, eles são invisíveis aos olhos da cidade. Hoje os ouvidos têm paredes, paredes estas que não nos deixam ouvir os gritos e os clamores dessas pessoas. A pobreza também está na zona rural da nossa região que é castigada pela seca e deixa muitas pessoas com fome”, a deputada ainda completou que as pessoas precisam ser mais cuidadas e de que a Prefeitura de Montes Claros deve reabrir o restaurante popular. “É importante inaugurar obras, mas mais importante que isso é cuidar da vida das pessoas. Não podemos permitir que o restaurante popular continue fechado, onde o povo comia a R$1,00, tudo bem que precise reajustar o preço, mas precisamos retomar esse debate da segurança alimentar e nutricional”, finaliza a deputada.

O Presidente da Câmara Municipal de Montes Claros, Cláudio Prates, reforçou sobre que necessidade de reabertura do restaurante popular.  “O grito da comunidade é a reabertura do restaurante popular e dos cuidados com essa parte da população. Assumimos o compromisso de fazer uma mobilização junto aos demais colegas e o secretário municipal para resolver esse problema”, concluiu o presidente.

A comunidade também participou expondo reivindicações, entre elas a falta do auxílio-funeral, a falta de atendimento e leitos para os portadores de doença mental, escolas em bairros mais afastados e transporte para os alunos, segurança, fiscalização e auxílio, na região do bairro Santo Antônio e Ceanorte para as pessoas em situação de rua, criação de comunidades terapêuticas para mulheres com dependência química, falta de atendimento das Unidades Básicas de Saúde(UBS) e nos Centros de Referência Sociais (CRAS) nos finais de semana e casas de apoio para os idosos.

Em resposta aos questionamentos, o Secretário Municipal de Desenvolvimento Social, Aurindo José Ribeiro afirmou que a falta de repasse dos recursos pelos governos estaduais e federais tem dificultado o atendimento a população pela prefeitura e também e do temor de que os programas sociais sejam extintos.

“A prefeitura está com o atraso de pagamento de 21 parcelas do auxílio-funeral e por esse motivo não tem recursos para atender a demanda. Na questão da saúde, o Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua(POP) foi reconstruído no bairro canela e está em pleno funcionamento, assim como os 11 CRAS. Até março de 2019, será inaugurado o uma Unidade de Acolhimento para pessoas em situação de rua com capacidade para 60 pessoas”, finalizou o secretário.

Restaurante popular:  A Câmara Municipal já debateu o fechamento do Restaurante, em audiência realizada, em março deste ano. O local foi interditado, em novembro de 2016, pelo Corpo de Bombeiros.  A audiência à época foi proposta pelo vereador Valdecy Fagundes. Há uma previsão de que 1.500 pessoas estão, diariamente, sem acesso ao restaurante, com uma alimentação balanceada e barata, afirmou o Parlamentar.  Na ocasião, Aurindo explicou que o fechamento do Restaurante constatou diversas irregularidades, como hidrantes e extintores inoperantes, falta de iluminação e sinalização de emergência, além de caldeiras e mangueiras de gás necessitando de manutenção, concluindo que o estabelecimento oferecia risco eminente de incêndio e pânico. Aurindo concluiu dizendo que é da vontade da Administração Municipal que o Restaurante Popular seja reaberto, mas que o poder público não pode agir com irresponsabilidade.

Foto: Anselmo Guimarães
Informações: ASCOM /CMMC

________________________________________________________
***Viviane Carvalho – Assessoria de Imprensa Arquidiocese de Montes Claros (38 Vivo) 9905-1346 (38 claro) 9 8423-8384 ou pelo e-mail: comunicacao@arquimoc.com

fonte: www.arquimoc.com

Sobre nós

A Comunidade Esdras - Associação Bom Pastor é uma associação privada de leigos católicos, criada na cidade de Montes Claros-MG, que tem por objetivo a promoção da pessoa humana e o seu desenvolvimento integral. Desenvolve suas atividades através de programas radiofônicos diários, palestras, atendimentos pessoais, cursos em toda a região do Norte de Minas Gerais.

Entre em contato

Rua Grão Mogol, 313, Centro. Montes Claros - MG, 39400-056

(38) 3201-8144

Redes sociais

Desenvolvido por W42 - Tecnologia